Conteúdo

31/07/2018

Compartilho com você trechos do livro:

Os Quatro Compromissos - O livro da Filosofia Tolteca

O Quarto Compromisso

Dê sempre o melhor de si

Existe apenas mais um compromisso, porém é o que permite que os outros três se tornem hábitos profundamente enraizados. O quarto compromisso se refere à ação dos outros três: dê sempre o melhor de si.

Sob qualquer circunstância, sempre faça o seu melhor possível, nem mais nem menos. Porém, tenha em mente que o seu “melhor” nunca será o mesmo de um instante para outro. Tudo está vivo e mudando o tempo todo; portanto, fazer o melhor algumas vezes    pode produzir alta qualidade e outras vezes não será tão bom. De manhã, quando você acorda, descansado e energizado, o seu “melhor” tem mais qualidade do que quando você está cansado, à noite. Seu “melhor” possui mais qualidade quando você está saudável do que quando doente, ou sóbrio em vez de bêbado. Seu “melhor” vai depender de você estar se sentindo maravilhosamente feliz ou aborrecido, zangado, ciumento....

24/07/2018

Compartilho com você trechos do livro:

Os Quatro Compromissos - O livro da Filosofia Tolteca

O Terceiro Compromisso

Não tire conclusões

Temos a tendência a tirar conclusões sobre tudo. Presumir. O problema é que acreditamos que elas são verdadeiras. Podemos jurar que são reais. Tiramos conclusões sobre o que os outros estão fazendo e pensando – levamos para o lado pessoal, então os culpamos e reagimos enviando veneno emocional com nossa palavra. Por isso, sempre que fazemos presunções, estamos pedindo problemas. Tiramos uma conclusão, entendemos errado, levamos isso para o lado pessoal e acabamos criando um grande conflito do nada.

Toda tristeza e drama da sua vida foram causados pelo fato de você ter tirado conclusões e levado as coisas para o lado pessoal. Pare um instante para examinar essa afirmativa. Toda a teia de controle que envolve os seres humanos vem daí. Todo o nosso sonho de inferno é baseado nisso.

Criamos muito veneno emocional apenas tirando conclusões e fazendo isso de forma...

17/07/2018

Compartilho com você trechos do livro:

Os Quatro Compromissos - O livro da Filosofia Tolteca

O segundo compromisso

Não leve nada para o lado pessoal

Na verdade, os três compromissos seguintes se originam do primeiro.

Cometemos a presunção de achar que tudo é sobre “nós”. Durante o período de nossa educação – ou domesticação – aprendemos a levar tudo para o lado pessoal. Achamos que somos responsáveis por tudo. Eu, eu, eu e sempre eu.

Nada o que os outros fazem é motivado por você. É por causa deles mesmos. Todas as pessoas vivem em seu próprio sonho, em sua própria mente; estão num mundo completamente diferente daquele no qual vivemos. Quando levamos algo para o lado pessoas, presumimos que os outros sabem o que está em nosso mundo – aquilo que tentamos impor ao mundo deles.

Não é importante para mim o que você pensa a meu respeito, por isso não levo para o lado pessoal. Quando as pessoas dizem “Miguel, você é o máximo”, ou quando dizem “Miguel, você é péssimo”, não levo para o lado pessoal....

10/07/2018

Compartilho com você trechos do livro:

Os Quatro Compromissos - O livro da Filosofia Tolteca

Os Toltecas. Milhares de anos atrás, no Sul do México, os toltecas eram conhecidos como “homens e mulheres de sabedoria”.

Antropólogos se referem a eles como uma nação ou raça, mas na verdade eram cientistas e artistas que se associaram para explorar e conservar a sabedoria espiritual e às práticas dos antigos. Encontraram-se como mestres (nagual) e estudantes em Teotihuacan, a cidade antiga das pirâmides, próxima a Cidade do México, conhecida como o lugar onde o “Homem se Torna Deus”.

O primeiro compromisso: Seja impecável com sua palavra

O primeiro compromisso é o mais importante e também o mais difícil de cumprir. Com ele, você será capaz de transcender ao nível de existência que chamo de céu na Terra.

Seja impecável com sua palavra. Parece simples, mas é extremamente poderoso.

Por que sua palavra? Ela é o poder que você tem de criar, o dom que vem diretamente de Deus. Através da palavra você expre...

03/07/2018

Trecho de um artigo da Elainne Ourives

O Relacionamento com sua Mãe está diretamente ligado ao seu estado financeiro!

O dinheiro deve ser empregado a serviço da vida, pois o dinheiro é uma imagem da vida e quem desrespeita o dinheiro, desrespeita a vida. O dinheiro é sempre representado nas Constelações por uma mulher – por quê? Porque o dinheiro é fértil.

O sucesso dos negócios e na profissão vem com a bênção da mãe. Sem isso só há fracassos, pois, o dinheiro tem a imagem da mãe; quem rejeita a mãe permanece pobre.

Para Hellinger, tomamos a vida como um todo, quem tem reservas em relação à mãe, que foi sua primeira e talvez mais importante experiência de nutrição e confiança oferecida pela vida, também terá reservas em relação à realização, ao sucesso e à felicidade. Quem rejeita sua mãe, quem não concorda com ela do jeito que é, rejeita também a vida e a felicidade.

"Como o sucesso pode chegar? Ele vem quando nossa mãe pode vir a nós e quando nós a honramos como tal. ”

E por outro lado, mu...

Please reload

Destaques

MANIFESTO

May 7, 2020

1/10
Please reload

Categorias
Please reload

Tags
Please reload

Siga-me